segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Sítio Rosa dos Ventos-Arco Íris


Foto de Vanessa Siqueira às 5;15,quando começa o show de pássaros despertando flores .



Nada é preciso em estado de absoluta paz.
O quarto, sala, oficina é amplo,limpo,silencioso.
O chão frio de cimento queimado em tons de verde petróleo.Teto de ripas desiguais.
Seis são as janelas abertas de par em par proporcionando rica claridade.
O som dos pássaros faz parte do silêncio.
Sinto-me frágil,dona de um cansaço que faz com que pareça que eu não pertenço a mim.
Deixar-me estar.Neste momento sou esta página,esta memória manuscrita.O sono que se expande pelos meus tecidos,as fibras lassas,abandonadas,livres da tensão.
As toxinas pedem sossego para se libertar.A sabedoria do meu corpo busca relaxamento profundo para se recuperar tornar-se em brilho,em rosto sereno.
A força da natureza me convence a deixar-me estar. Chove em intervalos,pancadas de gotas grossas e depois sol por entre a renda das folhas .Pequenos diamantes brilham sentimentos escorridos indo ter à terra,lavando a grama verde com promessas de vida nova.
Sem apetites terrenos,satisfeita com o café frugal que saboreio contemplando a natureza,tela viva que assombra em esplendor de harmonia ,sutilezas,grandeza absoluta,movimento.A flor lilás desabrocha lentamente ante os meus olhos,abrindo as pétalas uma a uma em rito de magia e deslumbramento.
O ambiente esta úmido ,rico em nutrientes naturais,absurdamente vivo.
Em jejum o cálice de vinho doce com sucupira,a cachaça com coco peco,mel com canela, as necessárias porções de fibras,frutas,pão recém assado,vários tipos de queijo,iogurte caseiro,a pequenina e doce banana maçã do lado esquerdo do prato.
O carinho da amiga Vanessa,zeladora de Deus neste espaço que generosamente me abriga.No fogão de lenha o caldeirão de banho de mulungu,erva de descarrego.A conversa da manhã
foi sobre a chuva chique que acordou a madrugada e no lusco fusco da aurora o arco íris que brotou do céu e desaguou no pote de ouro para o encanto dos privilegiados.
Aqui encontro salvação,o tempo é longo-tempo com tempo-tempo para ser de mim.
Aprendo EU CREIO e assim tudo fica bom.

Os pés tocam a pedra dura
caminho breve
Entre a casa e o sol
átrios imensos
sombra filtrada
jardins frescos e naturais
enxergo pelos poros
respiro com o olhar
a beleza me fortalece a alma



13 comentários:

Vieira Calado disse...

Sabe, com certeza que também há um Trancoso em Portugal.

Mas não tem mar...

bjs

Jorge Sader Filho disse...

Ô menina, conta as belezas, mas não dá tanta água na boca! Calorão no sudeste, Sol de rachar, e vento freco de Trancoso, que abriga uma bela poetisa!

Beijos, aproveite!
Jorge

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Cris, gostei muito da bela fotografia e belo texto...Espectacular.....

Se eu pudesse agarrar um arco-íris
Eu o pegaria só para você
E compartilharia com você a sua beleza
Nos dias em que você se sentisse triste
Se eu pudesse construir uma montanha
Você poderia chamá-la de só sua
Um lugar para encontrar serenidade
Um lugar para estar sozinho
Se eu pudesse pegar seus problemas
Eu os jogaria no mar
Mas todas estas coisas em que eu estou pensando
São impossíveis para mim
Eu não posso construir uma montanha
Ou pegar um belo arco-íris
Mas deixe-me ser o que eu sei de melhor
Um amigo que está sempre por perto
Autor desconhecido

Beijos

Eduardo Aleixo disse...

Chris, é um belo texto. Como todos os que escreve.

Mas fiquei confuso agora com o título Trancoso.

E com o blogue: é um bloguee novo, este?

Não sei. Mas o seu texto é lindo.

Phivos Nicolaides disse...

Querida amiga Cris, linda postagem! Uma foto bonita de um arco-íris. Você pode ver um arco-íris, mas você nunca pode tocá-lo... Beijos, Felipe

Vanilda Fiuza disse...

Cris inegavelmente vc esta no Sagrado, caminho correto para o despertar da alma, lagrimas quentes rolam pelo meu rosto enquanto entro em êxtase com a leitura desse sonho em que se encontra.
Meu Deus quanta beleza e poesia, não encontro palavras que estejam à altura para comentar esse santuário, realmente,quem cuida deve estar em direta sintonia com Deus.
Bjocas querida privilegiada dos anjos.

lino disse...

Bonitos, texto e imagem.
Beijo

dade amorim disse...

O lugar é mesmo um paraíso, vale a pena conhecer e voltar sempre.
Abraço

Mirze Souza disse...

Trancoso é mesmo um lugar especial. Há beleza e paz em todos os lugares!

Fico feliz por você, Cristina!

Beijos

Mirze

Gi disse...

Lindo local, mas com esses texto maravilhoso, o tornou simplesmente gostoso, sensacional! Grande beijo Gi Paggioli Macedo.

Marcelo Sguassábia disse...

Eu não conhecia Trancoso, até que você me levou pra lá. Obrigado pela viagem, Cris. Um beijo.

Vá disse...

Amiga, precisando e mesmo não precisando, este cantinho estará sempre de braços abertos para lhe receber. Você consegue colocar em palavras o que se sente nesse lugar que cuido com tanto amor.

Anônimo disse...

cris diandeira de uma lenda preciso comentar mais , preciso gostar mais de que ...., linda isso é a cara de mulher de verdade.